Como recuperar seus objetivos de 2020?


2020 está sendo um troço que a gente não sabe nem como definir, eu mesma já estou cansada de pensar em como classificar ou rotular o ano.


Todo início de ano eu faço um evento on-line chamado “Seu Ano Novo”, a intenção é ajudar as pessoas a planejar seus objetivos com mais eficiência, para que as coisas tenham mais chances de serem realizadas, então vem 2020 e arrebenta tudo.


Quando a gente fala de planejamento já é um deus nos acuda, porque todo mundo quer fazer mas tem dificuldades de criar, executar e manter um plano em ação, agora imagina quando esse plano toma uma porrada da vida e aí a gente tem que falar de plano de backup, o famoso plano B, ou seja, se a gente não gosta nem de planejar, imagina planejar 2 vezes.


Tem gente que acha que ter um plano B é não confiar no plano A e nem na própria capacidade de realizar, outros acham que se não for pra ser o plano A, é melhor nem ter. Outros ainda acham que pensar em uma segunda opção vai dar azar para a primeira.


O fato é, A VIDA NÃO É LINEAR, e nós não temos controle das circunstâncias, mas isso não quer dizer que não podemos lidar com elas.


Vamos determinar alguns pontos sobre planos e planejamento:

1 – O plano é a estratégia e não o objetivo;

2 – É uma forma lógica de pensar na realização do objetivo, um direcionamento;

3 – Um plano é diretamente influenciado por fatores internos e externos para se realizar

4 – Um plano precisa de ação, ele não vai se realizar sozinho...


Alguém discorda? Alguém teria algo mais a acrescentar nessa lista? Pode escrever aí pra mim.


Agora, você teoricamente fez um plano A, aquele que você entendeu que tinha tudo para te levar a realização de um objetivo, qualquer objetivo, de qualquer tamanho e/ou importância. Então, a vida traz acontecimentos circunstanciais – aqueles que não podem ser previstos nem controlados – você e seu plano estão no meio dessas circunstâncias, o que você faz?


Eu vou listar os tipos de pessoas mais comuns, segundo seus comportamentos:


Os Juízes: Se revolta e busca culpados – a vida, o governo, a empresa, o chefe, outro país...

As Vítimas: Outros sentam e lamentam como não têm sorte, justo esse ano que iam tomar uma atitude acontece isso?!

Os Apegados: Não importa o quanto a realidade se mostra eles insistem em não mudar nada, se apegam às ideias e planos, arrastam corrente, mas jamais vão admitir flexibilizar nada.


Claro que isso é algo que eu vejo, pode ser até que existam mais tipo, mas o que todos eles têm em comum é que não vão realizar nada!


Quando uma pessoa chega até mim demonstrando um desses comportamentos, a primeira coisa que eu pergunto é: Mas você queria tanto assim realizar tal coisa?
Todos respondem que sim e aí vem meu golpe de misericórdia: Então porque não tá fazendo nada pra isso acontecer?
Imediatamente sou fulminada pelo olhar e novamente aparecem as respostas padrão de comportamento:
· Porque não tenho como resolver o problema da pandemia
· Não mando no meu chefe
· Já tentei e não consegui
· E blá, blá, blá!

Olha, eu não estou dizendo que é fácil, se fosse não tinha problema no mundo nem gente infeliz, mas o que estou dizendo é que, é possível mudar a rota sem mudar o destino! E que quem comanda o barco na tempestade é o capitão. Cada um é o capitão da própria vida.

Cada um é o capitão da própria vida.

Tem gente que não quer ser, tem gente que acha que não pode ser, tem gente que não sabe como ser e tem gente que não acredita que tem algum poder sobre a própria vida, mas independente disso, todo mundo vai tomando as decisões, fazendo as escolhas e obtendo resultados, consciente ou não.


Então meu povo, olha pra dentro de si, olha pra os seus resultados, olha para os seus objetivos, porque se você tem certeza que quer realizar algo, você vai dar seu jeito e talvez o primeiro é refazendo a rota, criando um plano B – um jeito diferente de chegar lá ou pelo menos o mais próximo possível. Que tal?


Se quiser saber mais sobre plano B, participe da mentoria que vai rolar dia 24/08 às 20h30 – precisa se inscrever só pra entrar na lista e receber acesso à sala. Clica aqui.

4 visualizações
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Instagram

© 2015 by Nanda Ricci.